Home | Quem somos | Contato | Listagem de Salões e Clínicas de Estética! | Produtos e Serviços | Seja nosso REPRESENTANTE | Blog
SGBeauty
Clique para logar no sistema!
CADASTRE-SE
GRÁTIS
Cadastre-se e faça parte de nossa lista de pesquisa. Divulgue seu salão e faça com que ele fique ainda mais conhecido e visível na WEB...

   
Notícias

Home » Beleza » Tira, põe, deixa ficar...

27/04/2011

Clique na imagem para ampliar

 

Por conta dessa onda fashion, nunca houve uma oferta tão variada de extensões profissionais no mercado. Do tradicional megahair aos apliques de Jessica Simpson, há opções para todos os clientes e desejos. “Com a vaidade em alta, tanto na vida pessoal quanto na profissional, esse tipo de serviço está cada vez mais valorizado. A brasileira adora mudar o visual e também ama cabelo comprido”, diz o top cabeleireiro Wilson Eliodório, responsável pelo visual de celebrities como Taís Araújo.

Daí o sucesso das extensões de um dia. Para ser bem-sucedido nesse ramo, no entanto, não basta vender um rabo de cavalo ou uma franja. É preciso estudar bem tanto os fios, quanto o método a ser aplicado. Wilson, por exemplo, criou extensões temporárias personalizadas, que ele apelidou de alta-costura do cabelo. “Analiso a mulher, tiro as medidas da cabeça e crio apliques exclusivos com mechas naturais e presilha tic TAC na ponta para valorizar a cabeleira dela”, revela.

Nesse processo, outro detalhe importante é apostar na educação. “É preciso explicar detalhadamente a colocação de cada mecha para que ela consiga usar o alongamento quando quiser. Minha dica para fixá-lo bem é eriçar um pouco o cabelo do local escolhido e aplicar spray antes de colocar a presilha”, diz Luciana Alvarez, do salão Scenario, em São Paulo. No caso do rabo de cavalo e outras extensões fashion, a profissional faz tanto a venda quanto o aluguel, aumentando o leque de serviços do salão.

Look exclusivo
Oferecer o alongamento de fios naturais com durabilidade que varia de três a quatro meses pode ser uma empreitada de sucesso para o salão. “Por experiência própria, garanto que quem coloca uma vez não consegue mais ficar sem”, conta Pamela Pereira, técnica capilar da Giambertone. Ter feeling para entender o perfil da cliente ajuda bastante a alavancar as vendas. O cabeleireiro Toni Alves, do salão Lay Out, em São Paulo, optou pela extensão de queratina para atrair o público que busca praticidade. “Considero o melhor por conta da leveza dos fios, que cria looks bem naturais, e por ter a vantagem da cliente poder levar uma vida normal, como fazer natação, ginástica ou simplesmente deixar secar ao natural.” O tempo de colocação também conta pontos para quem não tem tempo para ficar horas no salão. Uma novidade nesse quesito é o alongamento Hot Heads, feito com fitas adesivas. “A colocação leva de 30 a 40 minutos”, revela a cabeleireira Lucy Cossenzo, embaixadora da marca no Brasil.

Métodos tradicionais continuam fazendo a cabeça das mulheres. No caso do megahair, a criatividade e a habilidade são fundamentais. “É muito importante o salão ter um profissional qualificado com conhecimento no assunto. Quando eu visualizo a cliente, já sei qual a quantidade de cabelo necessária para criar o look ideal – não adianta colocar mais ou menos, tem que ser o ideal para ela”, aconselha Flávio Priscott, o favorito das celebridades como Silvia Buarque. O especialista também adverte: “É preciso ter cuidado na hora de unir as madeixas originais às novas mechas. Nunca deixe o ar entrar enquanto veda os fios para a água não penetrar depois e soltá-los”. Conheça abaixo alguns tipos de alongamento que podem ser incluídos no cardápio do salão.

Alongamento com Queratina e Microlink

Great Lenghts
• Como é – Mechas feitas de cabelo indiano natural, colorido por um processo exclusivo da marca, com um polímero de queratina acoplado na ponta. A colocação é feita mecha por mecha com um aparelho de alta frequência, que une o polímero aos fios da cliente.
• Para que serve – Muda o visual por cerca de quatro meses, adiciona franja em curtinhos devolve vida e volume aos ralos, cria nuances de cores.
• Quando não funciona – Em clientes com queda excessiva e em cabelo afro, sem alisamento.
• Investimento – Para o profissional, o curso, com treinamento e maleta com todo equipamento, sai por R$ 3.500.
• Vantagens e desvantagens – O local da emenda é bastante discreto, ou seja, não fica saliente, nem aparece sob o cabelo natural. As mechas não são reaproveitadas por não precisarem de cola.
• Dica – “Recomendo oferecer um pacote de hidratação quinzenal à cliente que fez o alongamento, sendo que na primeira ela ganhará a escova exclusiva da grife com folheto explicativo”, diz Luciana Alvarez, cabeleireira e representante da Great Lenghts.

Giambertone
• Como é – Na extensão com queratina, cada mecha de cabelo natural é fixada com a ajuda de uma pinça que aquece a queratina a 210°C para deixar a junção menos grosseira. A empresa também oferece o microlink, que é fixado a frio por meio de micrometais que são apertados com um alicate especial.
• Para que serve – O alongamento de queratina adiciona comprimento, volume e mechas do fio mais fino ao grosso. Já o microlink é mais usado para adicionar mechas sem precisar tingir. Os dois métodos duram de três a quatro meses.
• Quando não funciona – Em clientes com distúrbios, como queda de cabelo acentuada.
• Investimento – A empresa oferece um curso profissionalizante que dá direito à pinça para queratina, o kit do microlink e anel de cores por R$ 4 mil.
• Vantagens e desvantagens – As mechas do microlink podem ser utilizadas mais de uma vez. Já as do alongamento com queratina não são reaproveitadas.
• Dica – “Explique para sua cliente que alongamento não é só ficar com o cabelo até a cintura. Hoje em dia, essa técnica oferece muito mais benefícios, podendo ser usada no lugar de uma coloração, para dar volume e criar novos estilos”, diz Gianlucca Donnini, responsável pela Giambertone.

Alongamento com fita adesiva
Giambertone
• Como é – Faixas de cabelo natural fixadas por meio de uma fita adesiva de dupla face, que pode durar de dois a três meses, dependendo do estilo de vida e dos cuidados que a cliente tiver. Já o alongamento pode ser reaproveitado por um ano.
• Para que serve – Esse método é mais indicado para dar volume em fios ralos, finos e murchos.
• Quando não funciona – Em cabeleiras com volume em excesso e para aumentar muito o comprimento, já que as faixas têm até 40 cm.
• Investimento – O profissional gastará, em média, R$ 950 com o cabelo e as fitas. “A colocação pode custar de R$ 250 a R$ 500”, diz Gianlucca Donnini.
• Vantagem e desvantagem – O grande diferencial do método é a colocação rápida, que leva apenas 30 minutos. Em contrapartida, quem tem raiz muito oleosa pode precisar trocar o adesivo antes de um mês.
• Dica – “Recomendo propor à cliente uma hidratação mensal. Nesse momento, verifique o estado da fita e troque-a se for preciso”, explica Gianluca Donnini.

Hot Heads
Como é – Placas de silicone (4 cm) com fios naturais indianos fixadas com fita adesiva dupla face transparente. “É preciso trocar o adesivo a cada dois a três meses no cabeleireiro . Os cabelos são reaproveitados a cada troca e duram em média nove meses”, explica Lucy Cossenzo, cabeleireira e embaixatriz da grife.
• Para que serve – Para alongar, preencher, dar volume e adicionar reflexos as madeixas.
• Quando não funciona – Não pode ser aplicado em quem tem problema de queda excessiva por doença.
• Investimento – Um pacote com mechas de 50 cm, com quantidade para uma cabeça, custa R$ 850. Com o trabalho, o salão poderá cobrar R$ 1.900 pelo serviço.
• Vantagens e desvantagens – A colocação da faixa de silicone, que é achatada e fica imperceptível, leva de 30 a 40 minutos. São mechas com 21 cores, inclusive azul e pink, que podem ser mescladas. As mechas loiras requerem cuidado extra com bons produtos, do xampu, condicionador ao leave-in.
• Dica –“Para fidelizar a cliente e manter o alongamento perfeito, ofereço um pacote semanal para ela lavar e secar o cabelo no salão. Nesse momento, faço todos os cuidados que o aplique precisa e indico produtos home care”, diz Lucy Cossenzo.

Alongamento de um dia
Hair Do
• Como é – Extensões leves feitas com cabelos sintéticos que pesam 1/3 do natural e imitam sua textura. Os modelos criados pelo hairstylist americano Ken Pavês foram inspirados nos looks mais famosos da atriz Jessica Simpson: há ondulados e lisos médios (48 cm) e longos (58 a 63 cm), franjas e rabos de cavalo em diferentes tonalidades. Para mantê-lo bonito, é recomendável lavar o aplique a cada quatro ou seis usos com xampu neutro.
• Para que serve – Muda radicalmente o visual em minutos. “Adiciona volume aos finos, comprimento aos curtos, faz surgir rabos de cavalo e cria uma franja sem precisar cortar nada”, explica a cabeleireira e técnica da grife Mariah Henning.
• Quando não funciona – Esse tipo de alongamento só pode ser feito em fios com, no mínimo, 10 cm de comprimento.
• Investimento – É preciso fazer uma compra inicial mínima de R$ 1 mil em apliques.
• Vantagens e desvantagens – Os clipes especiais, cobertos com silicone antiderrapante, garantem fixação segura da extensão, que pode ser estilizada.

Fonte:  Sandra Hirata - Site Uol

http://www2.uol.com.br/cabelos/reportagens/tira_poe_deixa_ficar___.html

 


   

Todos direitos reservados © Salão de Beleza e Cia
comercial@salaodebeleza.com.br